quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Vinte dicas para ter e manter um cérebro mais saudável.

Ao ler o livro do médico norte-americano Daniel Amen em uma viagem de volta da Califórnia, todas as minhas fichas para mudanças de hábitos (promessas de réveillon 2012 para 2013) caíram. Bem, vou começar esse post contando uma história de duas coisas que me aconteceram em 2012, um check-up e um pé quebrado.

Em setembro de 2012, logo após completar 50 anos, fiz um check-up por insistência de meu pai que estava preocupado com minha saúde e com meus hábitos de vida. No dia 4 de janeiro de 2013 tive de realizar uma viagem fora dos planos para a Califórnia, pois meu filho mais velho, que ia começar uma pós graduação na UC Berkeley no dia seguinte, quebrou o pé no dia do Natal de 2012 e não podia colocar o pé no chão para viajar.

Como acredito piamente que nada na vida acontece por acaso, encarei aquela viagem - cara e fora de hora - como uma oportunidade de novos aprendizados. Para contextualizar, no check-up descobri que a minha saúde estava relativamente boa para uma pessoa de 50 anos que tinha hábitos pouco saudáveis e que trabalhou excessivamente durante 25 anos. Mas um dos alertas foi que eu precisava iniciar uma vida mais saudável de forma urgente em função de uma osteopenia (prenúncio de osteoporose) e de uma anemia que estava tirando as minhas forças.

Hoje, um ano depois, mudei completamente meus hábitos, estou muito mais saudável e me sentindo muito feliz

O conteúdo do EcoDesenvolvimento.org está sob Licença Creative Commons. Para o uso dessas informações é preciso citar a fonte e o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2014/fique-por-dentro-de-20-dicas-para-ter-um-cerebro?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook#ixzz2toTXXY00
Condições de uso do conteúdo
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Bem, fiquei enrolando durante três meses e jogando o início para as metas de ano-novo… procrastinando. Foi quando essa viagem forçada surgiu e me levou a ter que passar muitas horas em aviões, pois chegar na Califórnia é bem demorado. Como durante mais de 15 anos voei no mínimo duas vezes por semana a trabalho, nessa vida insana de dona de agência de publicidade, adquiri o hábito de comprar um livro por viagem.

E nessa volta da Califórnia não foi diferente. Depois de passar dez dias lá com meu filho, estar agradecida por ter corrido tudo bem e por deixá-lo lá feliz e pronto para uma experiência maravilhosa, eis que um livro me chamou na prateleira: Use your Brain to Change your age, do neurocientista e psiquiatra Daniel Amen.

O que me atraiu na orelha do livro é que o mesmo tratava de evidências científicas de que a mudança de hábitos, em qualquer idade, recupera eventuais danos cerebrais causados por maus hábitos como sedentarismo e má alimentação.

Pensei comigo, como gosto de provas, quem sabe esse era o estímulo que me faltava para as mudanças que eu precisava introduzir urgentemente em minha vida. E foi! Hoje, um ano depois, mudei completamente meus hábitos, estou muito mais saudável e me sentindo muito feliz. Adotei uma rotina de exercícios em cinco dias da semana, fiz uma reeducação alimentar, equilibrei todas as defasagens de vitaminas e etc.

Esse livro me ajudou muito e como eu gosto de compartilhar o que me faz bem vou destacar aqui alguns pontos cruciais do mesmo. Como psicóloga, sou uma pessoa que teme mais as doenças da mente e do cérebro do que as do restante do corpo.

No entanto, pouco sabia da importância do fluxo sanguíneo adequado no cérebro para a prevenção das mesmas, muito menos que a falta de sono, a obesidade, o sedentarismo e alguns desequilíbrios como a anemia e o hipotireroidismo (que eu tenho) são um veneno para a deterioração do cérebro.
A boa notícia é que tudo é reversível se detectado cedo. E o que o Dr. Amen prova, através de mais de 80.000 pet scams de cérebros, é que esses males da vida moderna estão causando doenças que podem ser tratadas com mudanças de hábitos. Depois de ver imagens de dezenas de cérebros esburacados aos 30, 40 e 50 anos me convenci que havia chegado a hora de mudar, e o fiz.

Amen lista uma série de dicas para ter um cérebro saudável e uma série de fatores que comprometem o bom funcionamento do mesmo.

1) Conheça os números importantes para a sua saúde (alguns listados abaixo).
2) Conheça o seu IMC (índice de massa corporal).
3) Coma de 5 a 10 porções de frutas e verduras por dia.
4) Durma 8 horas de sono todas as noites.
5) Confira sua pressão arterial com frequência e mantenha na faixa da normalidade.
6) Se fumar, pare.
7) Não beba mais de 4 doses de álcool por semana.
8) Faça um hemograma regularmente.
9) Tenha um painel de seu metabolismo.
10) Faça um teste de HgAIc para diagnosticar diabetes e pré diabetes.
11) Faça um exame de vitaminas D e B12 e de ácido fólico e corrija se estiverem deficientes.
12) Conheça os números de sua tireoide.
13) Conheça o seu nível de Proteína C reativa.
14) Conheça seu nível de Homocisteína.
15) Faça o teste para excesso de Ferritina.
16) Conheça seus níveis de testosterona.
17) Não minimize seus esquecimentos como sendo causados pela idade.
18) O uso de GPS e outros equipamentos podem mascarar o diagnóstico de demências.
19) Diminua dramaticamente o risco de Alzheimer controlando os riscos associados a essa doença.
20) A real prevenção começa pelas nossas crianças.
Para mim ficou claro que mudanças simples e ao nosso alcance podem mudar nosso destino. O Dr. Amen prova as melhoras significativas em seus pacientes através de pet scams do cérebro, nos quais ele mostra a volta de níveis adequados de fluxo sanguíneo no cérebro após alguns anos de mudanças de hábitos.

Bem, eu poderia me estender aqui detalhando casos, mas vou me ater ao meu.

Mudei convencida de que foi a melhor decisão da minha vida… E você? Fez promessas de ano-novo para uma vida mais saudável? Quem sabe essas dicas podem ajudar a lhe convencer a tirar as promessas do papel. Espero que os estudos do Dr. Amen sejam úteis para vocês.

*Psicóloga, sócia-diretora da Clear Educação e Inovação.

Fonte: ECO DESENVOLVIMENTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário